Você procrastina?

Entende-se procrastinação como um atraso desnecessário e irracional de uma tarefa ou de uma tomada de decisão que acompanha desconforto e emoções negativas, como culpa e insatisfação. O comportamento deve ser frequente e comum à vida diária desta pessoa, gerando prejuízos significativos em sua qualidade de vida.
Estudos indicam que a procrastinação afeta, cronicamente, 15 a 20% dos indivíduos adultos, portanto, vale a pena estudar um pouco sobre o tema.

A procrastinação surge por diversos motivos, pode ser por uma preocupação excessiva com a própria capacidade de fazer as coisas corretamente, autocrítica ou insegurança, por não querer realizar tal atividade, por falta de organização ou até mesmo por não saber por onde começar.

É possível perceber que crenças sobre si e sobre a tarefa que está sendo procrastinada, estão relacionadas à dificuldade de modificar os comportamentos procrastinatórios e como a terapia cognitivo-comportamental (TCC) dá prioridade à modificação de crenças para produzir mudanças nos comportamentos, tal abordagem é indicada para a diminuição dos sintomas e controle do comportamento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário