Você tem um Transtorno de Ansiedade?

Há seis transtornos de ansiedade conhecidos, cada um com seu grupo particular de sintomas. Apesar dos nomes dados a eles, não são apenas transtornos isolados; são, simplesmente, nossa ansiedade humana fundamental se manifestando de maneira diferente, de acordo com estímulos e situações diferentes. Portanto, os tratamentos mais eficazes são feitos sob medida, de acordo com o transtorno de ansiedade específico.
Os seis transtornos de ansiedade são:
Fobia específica: Medo de um estímulo ou situação específica: aviões, elevadores, água, certos animais, etc. A crença subjacente é a de que a coisa é de fato perigosa em si mesma.
Transtorno de pânico: Medo de suas próprias reações fisiológicas e psicológicas a um estímulo. Quaisquer anormalidades, tais como respiração alterada ou batimentos cardíacos acelerados, vertigens, suores ou tremores são vistos como sinais de colapso iminente, insanidade ou morte.
Transtorno obsessivo-compulsivo: Pessoa tem pensamentos recorrentes ou imagens (obsessões) que considera estressantes, por exemplo, pensar que está contaminada, perdendo o controle, cometendo um erro ou se comportando de maneira inadequada. Há uma necessidade urgente de realizar certas ações (compulsões) que neutralizarão essas imagens: lavar-se, realizar rituais arbitrários, fazer verificações constantes, etc.
Transtorno de ansiedade generalizada (TAG): Tendência em se preocupar continuamente com um monte de coisas. Os pensamentos se voltam para a imaginação de todas as possíveis consequências negativas e de maneiras de impedi-las. Muitas vezes, o transtorno vem acompanhado por sintomas físicos de estresse, insônia, tensão muscular, problemas gastrointestinais, etc.
Transtorno de ansiedade social (TAS) ou Fobia social: Medo de ser julgado pelos outros, especialmente nas situações sociais. Essas situações incluem apresentações, festas, encontros, comer em local público, encontrar novas pessoas, etc. Os sintomas incluem tensão extrema ou paralisia, preocupação obsessiva com interações sociais e uma tendência ao isolamento e à solidão.
Transtorno de estresse pós-traumático (TEPT): Medo excessivo causado por exposição anterior a uma ameaça ou dano. Traumas comuns são o estupro, a violência física, acidentes graves e exposição a guerras. As pessoas que sofrem desse transtorno frequentemente reexperimentam seus traumas sob a forma de pesadelos ou flashbacks e evitam situações que tragam lembranças perturbadoras. Podem exibir irritabilidade, tensão e hipervigilância.

Vale ressaltar que, qualquer das condições acima, pode afetar drasticamente a qualidade de vida de uma pessoa, pois pode limitar ou romper atividades diárias e, muitas vezes, primordiais.
Baseado no livro: Livre de ansiedade de Robert Leahy

Nenhum comentário:

Postar um comentário