Consciência de cidadania e civilidade

“Uma pessoa é considerada íntegra quando em uma determinada ação ela recorre ao que tem de melhor em seu potencial, no âmbito dos valores tangíveis e intangíveis, para conseguir um resultado eticamente sustentável.
Pertencer à sociedade tem suas vantagens, mas também tem seu preço. Seres humanos estão aptos para muitas ações,
porém é necessário que elas sejam desenvolvidas sempre visando o bem de todos e não devem prejudicar outro cidadão, mesmo que ele não esteja presente. A esse modo de agir se dá o nome de consciência de cidadania e civilidade”.

Içami Tiba, livro “Educação Familiar – Presente e Futuro”

Nenhum comentário:

Postar um comentário